10 de ago de 2013

Análise - Game & Wario


Wario estrela coletânea de minigames malucos que fazem uso do Wii U GamePad.

Desenvolvedora: Nintendo
Lançamento: 23/06/2013
Distribuidora: Nintendo
Suporte: 1 jogador
Gênero: Party
Console: WIIU
NOTA: 5,0

Considerações
"Game & Wario" oferece uma quantidade razoável de minigames e experiências diferentes para viver com o GamePad do Wii U, mas é uma produção rasa demais. Dentre os 16 jogos disponíveis, poucos são realmente criativos e empolgantes.

Em comparação a "Smooth Moves", título da série lançado em 2006 para o Wii, fica um sentimento de frustração: "Smooth Moves" fez um trabalho incrível de demonstrar as funções e possibilidades do Wii Remote, enquanto "Game & Wario" não consegue fazer isso com a mesma qualidade para o GamePad.


Verdade seja dita, "Game & Wario" é um título que faria excelente companhia a "Nintendo Land" caso viesse junto com o Wii U, demonstrando bem as várias funções do aparelho. Porém, vendido como um jogo separado, fica difícil justificar a compra.

PONTOS POSITIVOS

Ideias criativas

Como já seria de se esperar de um título da série, "Game & Wario" traz ideias inovadoras e empolgantes.

Um dos melhores minigames, o "Taxi", mostra na TV um mapa 3D, como se fosse uma bonita miniatura, enquanto a telinha do GamePad mostra a visão do motorista do carro, propiciando experiências, perspectivas e utilidades distintas.

"Gamer" funciona como um exercício de metalinguagem: o personagem está jogando um minigame e você deve vencer o mesmo joguinho no GamePad, mas ficando de olho em outros eventos na TV.

Outro que brilha é "Shutter", que transforma o controle em câmera fotográfica e oferece um bom desafio.

Outra excelente criação é um minigame que usa a rede social Miiverse como plataforma. Você deve selecionar um tema e desenhá-lo em poucos segundos. Depois, é possível sugerir outros temas para o game e conferir os desenhos enviados no próprio Miiverse.

PONTOS NEGATIVOS

Poucos minigames

Ainda que "Game & Wario" apresente um punhado de ideias bacanas, o sentimento geral com o título é de frustração. As experiências são rasas, curtas e passageiras e no limitado cardápio de 16 joguinhos há poucas ideias realmente brilhantes.

"Arrow", o primeiro minigame, é um desajeitado jogo de tiro ao alvo com o GamePad, enquanto "Ashley" é um jogo 2D bem simples em que você deve virar o controle, como se fosse um volante, para mover a personagem - lembra uma imensidão de jogos na mesma pegada disponíveis para telefones celulares.

"Bowling" é um boliche empolgante, mas que não permite usar o mais intuitivo Wii Remote para jogar, tal como em "Wii Sports", enquanto "Bird" é uma nova versão do simplório "Pyoro", de versões anteriores da série.

Note que não reclamo que os jogos são ruins. Pelo contrário, são todas atividades polidas e envolventes, mas é muito pouco. Para uma seleção tão pequena de minigames, seria de se esperar que eles fossem um pouco mais complexos - ou então que aparecessem em maior quantidade.

Jogando em turma a diversão flui mais fácil, graças às risadas proporcionadas pelos personagens, mas nada que chegue perto da empolgante confusão que causava "Smooth Moves" e suas poses nada convencionais.

CONFIRA OUTRAS ANÁLISES.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...